Operação Urbana Bairros do Tamanduateí

A Operação Urbana Consorciada Bairros do Tamanduateí (OUC BT) teve origem no Plano Diretor Estratégico (PDE) de 2002 com o nome Diagonal Sul, mas não chegou a se concretizar. Dez anos depois, em 2012, foram realizados novos estudos para esse território, recebendo o nome de Mooca-Vila Carioca e, a partir da revisão do PDE, em 2014, a proposta foi novamente reformulada e reapresentada à população, desta vez rebatizada de Bairros do Tamanduateí.

Diferentemente das OUCs anteriores, a versão atual não prevê uma grande obra viária, como uma ponte, por exemplo, mas um conjunto de intervenções dessa natureza que resultam em uma alteração do tecido urbano local. Além disso, o Projeto de Lei 723/2015, já em tramitação na Câmara Municipal, se assemelha ao modelo utilizado no Rio de Janeiro no Porto Maravilha ao prever a criação de uma empresa para realizar a gestão. No caso de São Paulo, a proposta é que a OUCBT seja gerida por uma empresa de economia mista, a Bairros do Tamanduateí S/A.

O território delimitado por essa Operação Urbana foi historicamente ocupado por fábricas, apresentando, assim, uma grande riqueza de patrimônio histórico, mas também uma alta incidência de contaminação do solo. Além disso, um levantamento recente realizado em uma parceria entre o ObservaSP e a ONG de Assessoria Técnica Peabiru mostrou alta vulnerabilidade social na região, com diversas áreas encortiçadas.

Anúncios